Ciclo de Aprendizagem 2: curadoria, expansão e fixação da aprendizagem

“A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original”

Albert Einstein professor genius scientist mathematician cartoon

Isso era o que dizia Einstein, e é a exata percepção de quem participou da formação Ciclo de Aprendizagem 1, oferecida em formato blended, ou híbrido, e que transformou a forma de pensar do docente do Ensino Superior. Não dá mais para fazer do “velho jeito” porque ele não tem mais sentido, em si próprio.

Chega agora o aprofundamento nas Trilhas de Aprendizagem para os fortes, mas as próximas turmas só em 2020! Enquanto isso, entenda como essa capacitação eleva e reorienta suas práticas para um novo nível de maturidade didática e profissional.

Na Oficina anterior, migramos do “ensino” para a “aprendizagem”; da “aula” para a “trilha de aprendizagem e suas ações”; do conceito de “aproveitamento” para “indicadores de desempenho de aprendizagem”. Foram conquistas importantes para o professor que deseja uma nova perspectiva de carreira, já que aprender é a ferramenta essencial para um mundo tecnológico, e que evolui em ritmo exponencial.

Com o novo conhecimento de organização de ações, elementos e fluxos, vem a necessidade de aprofundar o conhecimento e a prática nos elementos que formam o fluxo de entrada da Trilha de Aprendizagem (veja aqui a facilitação gráfica desse conceito).

viagem 2Foi assim que nasceu o Nível 2 do Ciclo de Aprendizagem: uma abordagem voltada para praticar novos conceitos e novas habilidades docentes, capazes de serem adaptadas a todo o tipo de organização de conhecimento (PPC e PDI), bem como aos mais diversos níveis de recursos (com pouca ou muita tecnologia disponível).

Venha conhecer essa nova viagem de crescimento pessoal e profissional!

1- O que você vai aprender no Ciclo 2?

Todas as ações de uma trilha de aprendizagem inovadora partem do princípio de que é necessário trabalhar sobre propósitos claros. E por clareza de propósitos entenda-se metas a serem atingidas pelos estudantes, em seu processo de aprendizagem.TRILHA acoes do INPUT

É assim que a CURADORIA da experiência de aprendizagem torna-se a ação central para definição de PROPÓSITOS CLAROS DE APRENDIZAGEM, e nunca, de aula. E como no Ensino Superior os propósitos estão sempre ligados às competências profissionais, estabelecidas pelas DCN do Curso, então nosso plano de curadoria precisa de uma ferramenta de precisão para guiá-lo nessa jornada. E a ferramenta nova que será apresentada será o Golden Circle, aplicado aos Planos de Aulas e ao Plano de Ensino da Unidade Curricular.

Você vai aprender como estabelecer o PROPÓSITO central da trilha com o Golden Circle, inspirando os estudantes no protagonismo da jornada de aprendizagem, tornando cada aula um espaço aberto para o “PORQUE?” (competência), muito mais do que o “O QUÊ?” (conteúdo) e o “COMO?” (método). É assim que atendemos ao elemento COMPREENSÃO do processo de aprendizagem.

Desenvolver o planejamento de curadoria, no dia a dia, estabelece o DESENVOLVIMENTO da aprendizagem e, com ela, a RETENÇÃO do novo conhecimento. É aqui que vamos trabalhar as neurociências do foco e atenção, trazendo detalhes do trabalho de Daniel Goleman com o Foco Triplo e como usar esses conceitos na inovação da aprendizagem por competências.

“O foco interno trata de prestar atenção a si mesmo, em seu mundo interior para nos conectarmos com nossas aspirações e propositivos. O segundo tipo de foco trata-se da importância de sintonizarmos com outras pessoas, de termos empatia e sermos capazes de compreender a realidade alheia e de nos relacionar com essas realidades sob a perspectiva do outro. Peter Senge fez um trabalho incrível explicando o foco externo. É ele que dará para a criança a habilidade de perceber os sistemas e como eles se relacionam entre si, seja dentro da família, da escola, de uma empresa e do mundo como um todo. É muito mais do que levá-los a perceber o modo simplista ‘A causa B’, mas levá-los gradativamente a perceber que muitas vezes não há uma resposta certa ou errada.”

2- Como você vai aprender?

2.1. A UX está de volta, em novos níveis!

Vamos seguir experimentando viver o ponto de vista do estudante, por meio da experiência de usuário (UX), mas agora em novos níveis: trabalhar com Mapas de Empatia, delimitar as PERSONAS envolvidas nas audiências, planejar para curar dores. É o Design Thinking tomando espaço no planejamento para a produção de Trilhas de Aprendizagem inspiradoras, pensadas e executadas com o Golden Circle!

Design-Thinking
Quem é seu estudante? Como entender seu mundo e suas expectativas? Como usar tudo isso em seu favor, no engajamento e na produtividade da aprendizagem?

Os resultados dessas novas práticas é que vão impulsionar os espaços de FIXAÇÃO & EXPANSÃO da aprendizagem. E com isso, será possível contabilizar resultados, medidos em desempenho e aplicação da aprendizagem no mundo real.

2.2. A sala continua invertida, mas agora tem 2 oficinas online de BÔNUS pra fazer, antes do encontro presencial.

Seguimos com a sala virtual no Google, colocando-nos em comunicação e atividade 10 dias antes do encontro presencial. Só que dessa vez teremos DUAS OFICINAS ONLINE EXTRAS, antes do início das atividades presenciais: é a UX trabalhando a todo vapor!

Você vai sentir na pele toda a responsabilidade de levar para a sala de aula uma tarefa cumprida, na forma de videoaulas, tarefas a serem cumpridas e exercícios realizados (e sem mimimi de “não tenho tempo”, combinado?!). E sabe porque isso é relevante, na sua formação?

Por duas razões principais:

1- Porque você vai aprender como hospedar gratuitamente oficinas e cursos online inteiros, usando ferramentas bem populares e empáticas. Com isso você pode agregar mais valor ao que faz, diferenciar a formação daqueles que têm sob sua tutela – dentro e fora das IES, e pode também abrir repertório para novas atividades remuneradas (porque não?) de produção de conteúdo especializado.

2- Porque sentir na pele ajuda a entender os elementos necessários para planejar tempos, atividades e eficiência, quando precisar inverter a sua sala de aula, para seus estudantes. Além disso, você poderá relatar sua experiência nessa modalidade de aprendizagem, e como superou as dificuldades para cumprir a programação, quando foi estudante também!

Ambos Storytelling acima (1 e 2) são fundamentais no desenvolvimento de empatia e conexão com suas turmas, porque eles creem que nós, os “mais velhos” nunca passamos por isso de “gerenciar tempo e aprender sob demanda”…

Hora de mostrar que a gente “quebra o coco, mas não arrebenta a sapucaia!”

2.3. Storytelling e Storydoing na prática: inserindo essas novas e poderosas ferramentas de engajamento e aprendizagem.

Storytelling e Storydoing serão as estrelas: vamos trabalhar a Jornada do Herói em diferentes níveis de complexidade, para ambientar a curadoria, o desenvolvimento e a fixação/expansão da aprendizagem.

Você vai aprender os elementos essenciais, vai usar mapas de desenvolvimento para o seu Storytelling e aprender como convertê-lo em Storydoing, dentro de uma Trilha de Aprendizagem.

3- Dois dias presenciais e quase 15 dias online, de muita “mãos na massa” para aprender a aprender…

O Ciclo 2 é para os fortes! Vem “dicumforça”trazendo o máximo de informações e requerendo o máximo produtividade para uma formação plena, de dentro para fora, e com foco no sujeito da aprendizagem (baixe aqui o PDF com a programação).

São exercícios aplicando os mapas do Ciclo 1 (que você já tem acesso no Drive do seu curso, se fez) de uma forma dinâmica, em novos contextos, dinâmicas mais ágeis, além da introdução Storytelling e Storydoing, Oficinas Online que farão o suporte pré-presencial, da dinâmica de sala de aula invertida.

Uma capacitação para quem já aprendeu que pensar diferente nos leva além dos limites, e que quem estabelece os tais limites somos nós. Derrube-os! Encontre seu melhor caminho usando as ferramentas que aprendeu, aprenda e se aprofunde em novas ferramentas, a finalize essa transformação de “dar aulas” para “desenhar trilhas de aprendizagens”.

checkedVocê está pronto para se tornar um especialista em Soluções Educacionais?

Pois então temos um encontro marcado em 2020! Aguarde a formação de novas turma, ou entre em contato para formar uma turma na sua cidade.

6 comentários em “Ciclo de Aprendizagem 2: curadoria, expansão e fixação da aprendizagem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s